Com base em diretrizes de modernização empreendidas pelo Governo do Estado, a Sefaz deu início em 1997 a seu Programa de Modernização do Sistema Fazendário – Promosefaz, estabelecendo Metas Globais ou estratégicas e criando projetos estratégicos que possibilitassem o alcance dessas metas.


Com o Promosefaz, a Sefaz estabeleceu diretrizes de reformulação das competências organizacionais que incluíam a promoção da capacitação do quadro funcional e a adoção de ações estratégicas de incentivo ao desenvolvimento dos servidores, através de uma política de gestão de pessoas que possibilitou, entre outros projetos, a criação de um Plano de Carreira, a implantação de um Programa de Capacitação - PROCAD, com objetivos especificamente voltados para o desenvolvimento de seu quadro de servidores e a criação de um Sistema de Avaliação de Desempenho - GDFISCO para os servidores do Grupo Ocupacional Fisco.


Diante das novas necessidades originadas pelo Plano de Carreira, PROCAD e GDFISCO a Sefaz desenvolve sua proposta de Educação Corporativa, com o pressuposto de que a educação organizacional deva ser vista como um processo permanente que tem como propósito contribuir para o desenvolvimento dos servidores e possibilitar o alcance dos objetivos estratégicos.


Além do Plano de Carreira, PROCAD e GDFISCO, a Sefaz vinculou mais três ações à política de gestão de pessoas, com a finalidade de criar as condições necessárias para o alcance dos objetivos de seus principais projetos estratégicos: o Programa Líder Educador; o Prêmio por Desempenho Fazendário - PDF; e o Sistema de Indicadores de Desempenho da Secretaria.