A Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) lança o Programa de Gestão do Conhecimento (PGC) no próximo dia 31, em seminário que será realizado das 9 às 12 horas no auditório da Dat-Metro, em Salvador. O objetivo do Programa é salvaguardar as informações técnicas e operacionais da organização para compartilhamento futuro. Realizado com recursos do Profisco (Programa de Modernização e Fortalecimento da Gestão Fiscal), o PGC terá a sua execução inicial sob a orientação de uma consultoria externa especializada no tema. A previsão é que o trabalho tenha duração de 15 meses, a ser concluído em dezembro de 2018.

Para a etapa de implantação do PGC com o apoio da consultoria, foram selecionadas cinco áreas de atuação da Sefaz: fiscalização (Diretoria de Planejamento da Fiscalização – DPF), arrecadação (Diretoria de Arrecadação – Darc), legislação tributária e contencioso (Diretoria de Tributação – Ditri – e Conselho de Fazenda Estadual - Consef), financeira (Superintendência de Administração Financeira – SAF) e  planejamento e gestão (Assessoria de Planejamento e Gestão  - APG).

De acordo com a Superintendência de Desenvolvimento da Gestão Fazendária (SGF), unidade responsável pela coordenação do Programa por meio da Universidade Corporativa do Serviço Público – Unidade Fazenda (SGF/UCS), após a conclusão do trabalho da consultoria, a gestão do conhecimento será implementada em todas as áreas da Sefaz de forma gradual. Nessa nova fase, uma equipe de fazendários capacitados pela empresa contratada irá conduzir as ações.

De acordo com o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, a dinâmica de levantamento do conhecimento técnico a ser estruturado envolverá grande parte dos colaboradores da Secretaria, liderados pelos respectivos gestores de cada área. “O conhecimento técnico da equipe da Secretaria é muito grande e cada um poderá contribuir deixando o seu legado. A gestão do conhecimento é uma vertente que vem sendo muito utilizada nas organizações, sejam elas públicas ou privadas, e consiste em uma metodologia que organiza e facilita o acesso às informações do ambiente organizacional. Tenho certeza que, com o apoio dos fazendários, alcançaremos resultados muito bons ao final do processo”, assinala.

Seminário

O evento de lançamento do programa contará com palestra ministrada pela consultora Rose Longo, contemplando uma breve conceituação sobre gestão do conhecimento e sua aplicabilidade. O público alvo será composto por superintendentes, diretores, gerentes e inspetores de toda a Sefaz, além de supervisores, coordenadores e servidores das áreas diretamente envolvidas nessa primeira etapa: DPF, Ditri, Darc, Consef, APG, SAF e Dats Metro, Norte e Sul.

Na ocasião, serão esclarecidos também tópicos sobre as diretrizes de implantação do Programa, a metodologia a ser utilizada, o cronograma de execução e outras informações. “Cada projeto terá um gestor que acompanhará o desenvolvimento do trabalho, juntamente com a equipe técnica de GC da Sefaz, que também será multiplicadora da metodologia. Quanto mais pessoas envolvidas, melhores serão os resultados do programa, pois poderemos multiplicar conhecimento e ampliar a participação de todos”, explica o superintendente da SGF, Félix Mascarenhas.

De acordo com UCS, após a realização do Seminário, a segunda etapa do PGC consistirá na realização de visitas da equipe da consultoria às cinco áreas pré-definidas, para realização de entrevistas com os gestores e equipes e levantamento das principais informações. A previsão é de que cada unidade tenha 16 servidores diretamente envolvidos com o Programa de Gestão do Conhecimento. Na sequência, serão realizadas quatro oficinas em cada área para execução do trabalho. “Após o diagnóstico dos processos e sistema, iremos fomentar a criação de meios de compartilhamento das informações”, explica Nilma Oliveira, diretora da UCS.